Como melhorar sua capacidade de armazenagem

Todos que trabalham com Logística já ouviram o termo SKU e sabem que está relacionado a espaços de armazenagem. SKU é a sigla em inglês para Stock Keeping Unit (Unidade de Manutenção de Estoque). Ou seja, é um código que identifica cada um dos produtos, servindo para especificar forma, cor, medidas, peso, etc. Assim, mediante o seu uso podemos identificar e localizar um produto armazenado, bem como diferenciar os espaços de armazenagem adequados para receber este produto.

 

É relativamente comum nas empresas a queixa que, por mais que a área de armazenagem seja ampliada, a quantidade de SKUs (Stock Keeping Unit) nunca é suficiente. O que tal constatação pode significar?

 

Um problema bastante identificado é o mau aproveitamento das possibilidades de gerenciamento do espaço oferecidas pelos sistemas WMS. A causa disso é que algumas empresas investem alto no sistema e economizam no treinamento da equipe que irá opera-lo.

 

Outra situação que vem sendo rotineiramente constatada é o dimensionamento errado dos espaços de armazenagem, sobretudo os dos níveis mais elevados, o que gera ociosidade e, consequentemente, redução na quantidade de espaços correspondentes aos SKUs.

 

Outra razão observada em alguns casos é que os corredores, as áreas de intercâmbio e de picking estejam demasiado largos, roubando o espaço efetivo destinado à armazenagem.

 

Porém, o mais comum é a disposição inadequada da combinação do lay-out da área, ocorrendo mistura na distribuição de diferentes tipos de SKU (produtos) pelos respectivos espaços destinados às suas armazenagens. 

 

Como se pode verificar, a organização do espaço físico em um complexo de armazenagem é vital para a otimização dos procedimentos operacionais e a consequente disponibilidade de espaço.

© 2021. COMEXGATE-EAD. Todos os direitos reservados. | Termos de Uso | Política de Privacidade Acesso Admin Acesso Tutor

Meu Pedido


Carrinho Vazio


Notificações

Marcar todas como lidas