Chineses querem investir em ferrovias no Brasil

Segundo a Câmara de Comércio Brasil-China, empresas chinesas têm demonstrado interesse em participar de licitações de ferrovias no Brasil, não apenas para construir, mas também para financiar a construção e operar as ferrovias que devem ser licitadas pelo governo federal, a exemplo da FERROGRÃO, cujo investimento foi estimado em R$ 12,6 bilhões.

 

O projeto da ferrovia denominada Ferrogrão indica uma extensão de 1.142 km, tendo como objetivo consolidar o corredor da exportação da soja mato-grossense pelo Arco Norte, conectando Sinop, no polígono da soja (MT) ao porto de Miritituba (PA), com capacidade prevista para movimentar 42 milhões de toneladas no ano de 2.050.

 

Atualmente, parte da soja produzida na região de Sinop viaja 1.075 km pela BR-163 até Miritituba, onde é transbordada para balsas que descem o Rio Tapajós por 260 km até Santarém, onde a soja é embarcada para o exterior em navios de longo curso. Por outro lado, a ferrovia mais próxima de Sinop é a Norte-Sul, passando por Palmas (TO), a 1.252 km de distância.

 

A propósito, as obras da ferrovia Norte-Sul iniciaram em 1987, estando hoje (32 anos depois) em efetiva operação apenas o trecho de 720 km situado entre Açailândia (MA) e Palmas (TO), ou seja, o ritmo de construção desta ferrovia apresenta uma média de 24 km por ano.

 

O vídeo disponível no site youtube https://www.youtube.com/watch?v=yaDUvE3OiWQ, bem como inúmeras reportagens sobre a infraestrutura ferroviária chinesa, relatam que a construção de ferrovias na China vem sendo feita automaticamente, à razão de 1.500 metros de trilhos por dia, ou seja, os 1.142 km do traçado previsto para a FERROGRÃO poderá ser concluído em 761 dias ou aproximadamente 2 anos e 3 meses. Neste ritmo chinês, os mesmos 720 km da Norte-Sul teriam ficado prontos em 480 dias, ou em aproximadamente 1 ano e 4 meses.

 

A vista do exposto, podemos concluir que os investimentos chineses em ferrovias poderão ser altamente salutares para a retomada do desenvolvimento da esquálida infraestrutura ferroviária brasileira. Que venham logo os chineses!

© 2021. COMEXGATE-EAD. Todos os direitos reservados. | Termos de Uso | Política de Privacidade Acesso Admin Acesso Tutor

Meu Pedido


Carrinho Vazio


Notificações

Marcar todas como lidas