Internacionalização: é necessário ter um plano para exportar?

Sim. Antes de iniciar a aventura internacional, o Exportador deverá buscar informações capazes de balizar a elaboração do seu plano de internacionalização. Considerando que estamos vivendo a época da informação, podemos buscá-la em vários websites governamentais, sites de buscas internacionais, programas dos institutos de comércio exterior, dados estatísticos, bem como em feiras, revistas técnicas, etc. Ou seja, a informação se tornou mais facilmente acessível. Entretanto, cabe ressaltar que é necessário ter cautela ao lidar com o universo de informações disponíveis sobre este assunto, para não chegar a conclusões equivocadas.

O potencial exportador precisa dispor de uma série de estudos imprescindíveis para adentrar no mercado internacional, tais como:

  • Capacidade exportadora;
  • Barreiras técnicas e comerciais;
  • Cultura local;
  • Fatores de riscos;
  • Capacidade financeira;
  • Planejamento logístico internacional;
  • Meios de pagamento internacional;
  • Aspectos políticos; etc.

Além disso, o exportador deverá levar em conta as características do produto que objetiva exportar, se é necessário fazer alguma adaptação de forma a atender um mercado especifico. Há inúmeras histórias sobre erros primários relacionados à cultura, que causaram constrangimentos ou até mesmo afastaram definitivamente um potencial comprador. Assim, antes de iniciar a sua experiência no mercado internacional, avalie com clareza a sua capacidade de adaptação às possíveis dificuldades que encontrará no país-alvo.

Vender normalmente é muito mais difícil que comprar, por isso é preciso persistência. Esta é uma virtude em qualquer negócio, mas principalmente no que tange à venda de produtos em mercados estrangeiros. Empresas iniciantes podem não obter sucesso imediato, devendo estar preparadas para esperar o tempo de amadurecimento do seu negócio, buscar um parceiro mais experiente, ou até mesmo focar outro país-alvo de mais fácil acesso.

Qualquer que seja o tamanho do negócio internacional projetado, inclusive os de pequeno porte, o seu gerenciamento envolverá compras, vendas, documentação, análise de custos, cumprimento de normas legais, bem como uma enorme variedade de atividades relacionadas à exportação de um produto. A maioria das pessoas não é expert em todas estas atividades, sendo de grande valia ter um funcionário com experiência nas diferentes facetas que envolvem uma exportação, trabalhar com parcerias, ou ainda terceirizar as atividades mais críticas.

Enfim, é importante ter em mente que não basta ter um produto bom de venda no mercado brasileiro para concluir que terá o mesmo sucesso no mercado externo. Cautela nunca é demais ao lidarmos com o mercado internacional.

© 2021. COMEXGATE-EAD. Todos os direitos reservados. | Termos de Uso | Política de Privacidade Acesso Admin Acesso Tutor

Meu Pedido


Carrinho Vazio


Notificações

Marcar todas como lidas